05out
Poplicado em: 05/10/2016 Comentários: 0

Neste mês de Outubro, a Oops!.. embarca mais uma vez rumo a um importante festival de Artes Cênicas nacional: o SESC Aldeia Rosa Bororo, em Rondonópolis-MT, um evento que conta com uma programação que acontece durante todo o mês de outubro com espetáculos de diversas regiões do país, além de oficinas, workshops e debates. A Oops!.. apresentará suas ultimas duas montagens: a tragicomédia Arruda com Alecrim no dia 20/10 (Quinta) e o suspense Gato Preto no dia 22/10 (Sábado).

Arruda Com Alecrim

“Houve um homem no mundo, homem de grande riqueza. Bem perto dele morava um pobre de natureza. Tanto tinha um de rico quanto o outro de pobreza”. Duas famílias, separadas pelo poder e pela pobreza, unem-se, por meio do amor proibido de seus filhos: Mariquinha, a menina princesa, e Zezinho, o filho do sapateiro, os quais vivem história semelhante ao clássico amor de Romeu e Julieta. Nesse caso, o amor desencontra-se justamente na diferença financeira.

“Arruda com Alecrim” proporciona o encontro da Cia. Teatral Oops!.. com o regionalismo goiano. Um encontro que nos revela e nos humaniza, pois é um encontro com os nossos antepassados, nossos semelhantes, nossos costumes, nosso chão, nossa música, nosso falar. Um encontro com nossa forma primitiva e original: pura, brejeira e goiana. No decorrer da história, vamos conhecendo as personagens, que foram inspiradas nos arquétipos do regionalismo goiano, como o “caipira”, o “coronel” e as “comadres”, entre outros. Percebe-se a “goianidade” por meio dos sotaques brejeiro e sertanejo, nas modas de viola, no fole da sanfona e nos elementos da cultura popular. Toda a trilha do espetáculo é executada ao vivo pelos atores em cena.

Gato Preto

Annabela é uma mulher de natureza extremamente sensível e delicada, esposa exemplar e especialmente afeiçoada aos animais. Contudo, torna-se uma pessoa irritável, sombria e apática, sem muita simpatia por animais ou pelo próprio marido, frente a um repentino horror desencadeado por sucessivos acontecimentos que a fazem crer que o seu gato, chamado Plutão, possui algo de sobrenatural, uma certa maldição do Gato Preto.

Adaptação do conto “O Gato Preto”, do escritor norte-americano Edgar Allan Poe, a montagem é a segunda parte da “Trilogia Poe” (iniciada em 2010, com a estreia da peça “Olho”), que tem como proposta reunir elementos fundamentais da obra poeana, como a erudição, a loucura, a consciência de si mesmo e o horror, estando os três últimos presentes na personagem central de “O Gato Preto”, a qual assombra seus convivas, humanos e não humanos, e é, ao mesmo tempo, assombrada pelas atormentações de sua mente perturbada e genial, em uma representação densa e egoista.

Serviço

SESC Aldeia Rosa Bororo (Rondonópolis-MT)

Dia 20 (Quinta)
Espetáculo: ARRUDA COM ALECRIM
Local: SESC Rondonópolis – MT
Horário: 20h
Entrada Franca

Dia 22 (Sábado)
Espetáculo: GATO PRETO
Local: SESC Rondonóplis – MT
Horário: 20h
Entrada Franca

Compartilhar