27jan
Poplicado em: 27/01/2018 Comentários: 0

O Doente Imaginário é um espetáculo que conta a história de Argan, um velho hipocondríaco que quer a todo custo casar sua filha Dominique com um médico (Dr. Disafôrus), apenas para não precisar mais gastar dinheiro com despesas médicas.

O problema é que, para desespero de seu avarento pai, a jovem é apaixonada por Cléanto, artista e músico de origem simples e que nada tem a ver com a medicina. Então, o desesperado casal passa a lutar para ficar junto e desfazer a promessa de casamento selada pelo pai de Dominique. Já Santinha, a madrasta da garota, deseja que a mesma seja colocada em um convento. Mas para a sorte dos jovens enamorados, Nieta, a esperta empregada da casa, faz de tudo para ajudar no romance proibido.

Em meio a tantos encontros e desencontros se desenrola uma das obras-primas mais fabulosas de Molière, que retrata, além da forte crítica ao charlatanismo de alguns médicos, a paradoxal condição do ser humano em busca de suas paixões.

“O Doente Imaginário” é um clássico do Teatro escrito pelo dramaturgo francês Jean-Baptiste Moliére em 1673, sendo a última obra do autor, que por ironia do destino, faleceu durante a apresentação da primeira montagem da peça, interpretando o papel do protagonista, um homem hipocondríaco que acreditava estar sempre próximo de sua morte.

E para vivenciarem esta história, a trupe da Oops!.. traz para cena o jogo do palhaço e o farsesco como elemento da composição da dramaturgia cênica e da criação dos atores. Nesta adaptação, quatro atores (Lino Calaça, Sol Silveira, Francisco Nikollay e João Bosco Amaral) se revezam nos diferentes personagens desta divertida trama, que é conduzida pela trilha sonora ao vivo, executada pelo próprio elenco, que fazem desta montagem uma versão irreverente e divertida deste clássico do Teatro mundial.

Compartilhar